Exercícios de inglês e espanhol

Alguns dias atrás eu descobri que a minha amiga Kelly Dias mantém o blog http://interajaagora.blogspot.com.br/ e ela posta muitas dicas sobre inglês e espanhol.

Ela mantém uma seção de exercícios. Então se você está estudando uma dessas línguas e quer se aprimorar em um tópico específico acesse a seção de exercícios de inglês ou exercícios de espanhol e faça os exercícios.

No blog dela também há muitos links para sites externos com muitas aulas interessantes e ela também aceita o recebimento de dúvidas no e-mail: contato_interajaagora@yahoo.com.br.

Então não perca tempo e acesse o blog http://interajaagora.blogspot.com.br/.

Bons estudos!

Palestra online sobre firewalls pela Fundação Bradesco

Updated: 27/11/2013 16h45 UTC-2

Boa noite tarde,

Amanhã, No dia 25/11/23 às 14h, vou apresentar eu apresentei uma palestra sobre firewalls pela Fundação Bradesco.

Se você estiver interessado em saber o básico sobre firewalls CheckPoint acesse o link http://videos3.fb.org.br/FundacaoBradesco/Eventos/25112013OUsodeFirewallsnaSegurancadeRedes/25112013OUsodeFirewallsnaSegurancadeRedes.html se registre para assistir a palestra.

Se você preferir você pode fazer o download dos slides da apresentação no link a seguir: Slides da Palestra sobre Firewalls.

Se tiver dúvidas deixa a sua pergunta nos comentários desse post.

Abraços!

Como estudar inglês

Tenho recebido muitas perguntas sobre como estudar inglês por conta própria. Algumas pessoas que tem me procurado querem começar a estudar do zero e outras já tem um conhecimento intermediário e querem aprimorar suas habilidades na língua inglesa.

Nesse post vou compartilhar algumas dicas para esses dois grupos de pessoas.

Vocabulário:

Se você não tem muito conhecimento de inglês, só sabe aquilo que aprendemos no ensino médio, e quer começar a estudar você pode usar o site Language Guide para começar os seus estudos. Nesse site você pode estudar várias línguas, mas vamos focar na língua inglesa.

Comece acessando esse link http://www.languageguide.org/inglês/. Nessa primeira seção você vai encontrar um guia de vocabulário, é um guia super interativo, basta escolher um tópico que você quer aprender e passar os mouse em cima das figuras e você vai ouvir a pronúncia da palavra escolhida. Dessa forma você pode aprender várias palavras novas em único dia e já vai saber a pronúncia correta. São setenta e sete tópicos diferentes com várias palavras a disposição.

Para treinar vocabulário e aprender novas palavras você também pode usar o site http://www.duolingo.com/ esse site também provê um aplicativo para celulares Android e iPhone que você pode baixar e fazer as aulas direto no seu celular.

Gramática:

Depois você pode acessar a guia de gramática, que é um curso de inglês completo dividido em quatro partes. Basta acessar os links abaixo e ler as páginas, passe o mouse por cima das frases em inglês para ouvir a pronúncia das frases.

Links: Parte 1, Parte 2, Parte 3 e Parte 4.

O guia de gramática também pode ser usado por quem já tem um conhecimento intermediário e quer revisar ou relembrar alguns tópicos.

Intermediário e avançado:

Depois que você passar pela parte básica e conseguir ler textos em inglês você pode usar outros sites de conteúdo mais amplo e que trazem o texto escrito completamente em inglês.

Um site muito bom é o site do jornal Voice of America, http://learningenglish.voanews.com/, esse site tem a seção Learn English onde você encontra notícias em inglês e o apresentador fala bem devagar, assim você pode acompanhar o texto enquanto ouve a notícia. Isso é muito bom porque você já aprende a pronúncia correta das palavras e já se acostuma com o sotaque do inglês americano.

Acesse o site http://learningenglish.voanews.com/ e clique no link de uma notícia, na página da notícia você verá do lado esquerdo uma seção chamada MULTIMEDIA, clique no link Listen, aparecerá uma nova janela com um player de áudio, clique no botão play para ouvir a notícia e acompanhe o texto na página da notícia.

Nesse site também tem uma seção chamada Learn English TV, que traz vídeos com legendas em inglês e os apresentadores falam bem devagar para que você possa acompanhar. Acesse esse link para ver os vídeos: http://learningenglish.voanews.com/media/all/latest.html?z=3613.

Veja também os vídeos da seção English in a Minute, onde os professores explicam o uso das expressões idiomáticas no inglês americano, as aulas nesses vídeos curtos são completamente em inglês e também trazem a legenda para você acompanhar. Acesse esse link para ver os vídeos: http://learningenglish.voanews.com/media/all/latest.html?z=3619.

Se você tem dúvidas de gramática e já lê em inglês com facilidade veja as explicações no site The Purdue Online Writing Lab, nesse link https://owl.english.purdue.edu/owl/section/1/5/. Há explicações sobre vários tópicos como adjetivos, advérbios, preposições, pronomes, etc.

O site de notícias da BBC UK também oferece muitos recursos para estudar inglês. Acesse o link http://www.bbc.co.uk/worldservice/learningenglish/. Navegue no menu do lado esquerdo para escolher entre as seções General & Businesse English, Grammar, vocabulary & pronunciation e outros.

Como você pode ver há muitos recursos gratuitos na internet para você estudar e aprimorar o seu inglês.

Se você tem alguma dica para compartilhar deixe o seu comentário.

Bons estudos e boa sorte!

Usando o Slax Linux

O Slax é uma versão portável do Linux baseada na distribuição Slackware. O Slax traz o Firefox, mplayer (player multimedia), okular (leitor de PDF), gwenviewer (vizualizador de imagens), muitos outros programas e o desktop KDE em uma imagem de aproximadamente 220Mb e que está disponível em várias línguas.

Para usar o Slax no seu computador você deve fazer o download nesse link http://www.slax.org/en/download.php

Você verá quatro opções de download:

Download for CD – duas imagens ISO (32 bits e 64 bits) que você pode usar numa máquina virtual como o VirtualBox ou queimar num CD/DVD para dar boot no seu computador.

Download for USB – dois arquivos compactados no formato ZIP (32 bits e 64 bits) que você pode usar num pendrive para dar boot no seu computador.

Se a sua máquina tem mais de 4GB de memória RAM e/ou um processador com mais de um núcleo (exemplos dual core, quad core, corei3,5,7) use a versão 64 bits.

Para usar o Slax em Portugês num pendrive acesse a página de download, vá até a linha “Slax Brazilian (Portuguese)” e selecione uma das opções “32 bit ZIP” ou “64 bit ZIP”.

Quando download terminar, copie o arquivo ZIP no seu pendrive (na minha máquina o pendrive foi reconhecido como E:\, use a letra que o Windows detectar) e descompacte o arquivo na raiz do pendrive, entre na pasta E:\slax\boot e execute o script bootinst.bat. Se tudo der certo o seu pendrive já vai estar inicializável.

Obs: Se você já está usando o Linux e quer testar o Slax descompacte o arquivo no pendrive e execute o script slax/boot/bootinst.sh.

Você deve reiniciar a sua máquina com o pendrive conectado em uma porta USB e na tela inicial da BIOS você deve pressionar uma tecla para escolher a opção de boot pelo pendrive (USB disk), essa tecla varia em cada computador, normalmente é uma das teclas F8, F9, F10 ou ESC.

Depois de escolher a opção de boot pelo pendrive (USB disk) você verá a tela de boot do Slax, você pode apertar a tecla TAB para mudar as opções ou simplesmente escolher a opção “Run Slax” e pressionar a tecla ENTER. Escolhendo essa opção padrão o Slax vai iniciar o no modo gráfico com o KDE.

Se o Slax não reconhecer a placa de rede wireless ou algum outro hardware da sua máquina você deve conectar na Internet usando a placa de rede comum, com um cabo de rede, e abrir a “Central de Programas” e fazer o download do módulo “Linux Firmware” depois reinicie o Slax e tente novamente.

Boa sorte!

Novo blog e novo domínio

Boa noite,

Depois de muito tempo sem publicar nada decidi fazer várias mudanças. Registrei um novo domínio e comecei esse novo blog. Todo o conteúdo do meu blog antigo (tdmsilvino.wordpress.com) foi importado nesse novo blog. Assim que eu terminar de fazer todos os ajustes que desejo vou redirecionar o blog antigo para cá.

Nesse novo blog vou escrever sobre software livre, Linux, redes, firewall, inglês e qualquer outro assunto que achar relevante. Esse blog não será apenas sobre tecnologia da informação, vou tentar concentrar as minhas informações pessoais públicas nesse domínio silvino.net e a minha “identidade virtual” estará aqui, não estará no facebook, g+ ou twitter, eu não vou deletar o meu perfil nesses serviços mas a maior parte das minhas informações vão sumir de lá em breve. Vou fazer alguns experimentos com owncloud e aos poucos vou deixar de usar serviços de terceiros que podem ser facilmente subvertidos.

Um dia desses eu estava pensando sobre como estamos dependentes do Google e os outros gigantes da web e me perguntei: o que aconteceria se o Google decidisse cancelar a minha conta? Eu perderia os meus contatos, o meu e-mail, os arquivos do Google drive e muitas outras coisas. Fiz algumas pesquisas e vi que não é difícil disso acontecer. Depois de ler sobre o movimento IndieWebCamp eu percebi que a melhor forma de sair dessa  roubada é ter a posse da minha “identidade virtual”. Eu vou ter o meu próprio domínio, vou gerenciar o meu e-mail e os meus arquivos ou vou pagar para algum provedor gerenciar.

O layout desse blog provavelmente mudará em alguns dias porque estou pensando numa  forma de postar artigos em inglês também e ainda estou pesquisando pra ver qual será a melhor forma de fazer isso. Mas já vou começar publicar alguns posts aqui.

A nova identidade virtual do Thiago Silvino aka tdmsilvino estará aqui no silvino.net.

[]‘s

Slackware 13

Acabei de ler o changelog no site slackware.com e temos uma novidade: O slackware 13 já está pronto, segue uma tradução livre da entrada no changelog:

O Slackware 13.0 x86 foi lançado como estável! Obrigado a todos os que ajudaram a fazer isso possível — veja o arquivo RELEASE_NOTES para os créditos.
As imagens ISOs já estão no gravador.  Desta vez teremos um conjunto de 6 CD-ROM de 32-bits e um DVD de camada dupla 32-bit/64-bit x86/x86_64. Estamos aceitando pedidos de pré-venda no link store.slackware.com. Por favor considere pegar uma cópia para ajudar a suportar o projeto. Mais uma vez, obrigado a toda a comunidade do Slackware por toda a ajuda nos testes, correções e envio de sugestões durante o ciclo de desenvolvimento.
Como sempre, divirtam-se e curtam a distro!  -P.

Você pode ler o anúncio de lançamento no link abaixo:

http://slackware.com/announce/13.0.php

Agora é só baixar o Slackware e ver as novidades

http://slackware.com/getslack/

Novidades sobre o Slackware

No dia 13 de agosto o Patrick, desenvolvedor do Slackware, anunciou que o KDE 4.1 foi incluído no Slackware. Por enquanto os pacotes estão no -current /testing, mas ele diz que toda a equipe de desenvolvimento, já está usando o KDE 4.1 sem nenhum problema. Para usar o KDE 4.1 você precisa atualizar o seu sistema para o -current e fazer o download dos pacotes em qualquer um dos mirrors do Slackware. Se você quiser usar um mirror do Brasil use o link abaixo, baixe toda a estrutura de sub-diretórios:

ftp://ftp.slackware-brasil.com.br/slackware-current/testing/packages/kde4/

O arquivo README traz uma série de recomendações que devem ser seguidas. Além de atualizar o sistema para o -current, você deve remover todos os pacotes relacionados ao KDE 3, incluindo o qt, qca, qca-tls e knemo. Você deve fazer um backup e depois remover os seguintes diretórios: /etc/kde, $HOME/.kde.
Entre no diretório com os pacotes do KDE 4.1 e use esse comando:

upgradepkg –install-new deps/*.tgz extragear/*.tgz kde/*.tgz kde3-compat/*.tgz

Dê uma olhada no arquivo README e mãos-à-obra.

Bom, além do KDE 4.1 o time do Slackware desenvolveu um novo logo para o Slackware. Entre no site slackware.com e confira, o Patrick disse que o logo antigo era muito difícil de ler e de guardar na memória rsrsrsrsrs.

Até mais!

Voltando com a força toda

É isso ai pessoal, esse blog não vai parar não. No mês passado fiz uma operação no joelho e agora estou fazendo um tratamento intensivo pra me recuperar o mais rápido possível. Fiz uma reforma na minha casa e meu micro ficou desmontado, eu estava só usando o laptop do serviço e por isso não postei mais nada no blog.

Aproveitei esse tempo pra terminar de ler um livro preparatório para a certificação LPI. Também fiz a leitura dos livros “Ruby – Investigando a Linguagem” e “Ruby on Rails – Executando”. Já estou desenvolvendo algumas aplicações usando Rails.

Então fica ai mais uma dica pra galera quem quer começar a usar o Rails, você pode comprar qualquer um dos vários livros disponíveis para compra e atualizar o seu conhecimento lendo os bons artigos disponíveis na Internet, segue uma breve lista:

Primeiro tutorial completo de Rails 2.0 – parte 1 e parte 2

http://www.akitaonrails.com/2008/2/1/rolling-with-rails-2-0-o-primeiro-tutorial-completo-parte-1

http://www.akitaonrails.com/2008/2/1/rolling-with-rails-2-0-o-primeiro-tutorial-completo-parte-2

Rails scaffolding step by step

http://fairleads.blogspot.com/2007/12/rails-20-and-scaffolding-step-by-step.html

http://fairleads.blogspot.com/2008/01/this-is-second-part-of-my-series.html

Primeiro tutorial completo de Rails 2.1 – parte 1 e parte 2

http://www.akitaonrails.com/2008/5/25/rolling-with-rails-2-1-the-first-full-tutorial-part-1

http://www.akitaonrails.com/2008/5/25/rolling-with-rails-2-1-the-first-full-tutorial-part-2

Primeiro livro de Rails 2.1

http://www.nomedojogo.com/2008/06/06/o-primeiro-livro-sobre-rails-21-e-brasileiro

Durante esse período também fiz a instalação do Kurumin NG e indico essa distribuição pra qualquer brasileiro que seja iniciante no Linux e quer um Desktop pronto para uso. Depois que você se acostumar com o ambiente Linux e realmente quiser aprender a configurar todo o sistema e ir a fundo nas funcionalidades você deve partir para uma distro robusta e a minha indicação sempre será o bom e velho Slackware.

Até mais.

Usando o dvdauthor para editar DVD’s

O dvdauthor pega os seus arquivos MPEG e gera arquivos IFO, BUP e VOB para gravar em um DVD.
Você pode usar um arquivo de configuração no formato XML ou parâmetros na linha de comando para dizer ao dvdauthor como ele deve criar os arquivos VOB.
Com o dvdauthor você pode criar menus e criar capítulos para cada título do seu DVD.

Abaixo estou mostrando um exemplo de arquivo de configuração do dvdauthor:

<dvdauthor dest=”dvd”>
<vmgm/>
<titleset>
<titles>
<pgc>
<vob file=”filme01.mpeg” chapters=”0:00:20.00,0:10:20.00,0:20:20.00″ />
<vob file=”filme02.mpeg” chapters=”0:00:20.00,0:10:20.00,0:20:20.00″ />
</pgc>
</titles>
</titleset>
</dvdauthor>

O arquivo de configuração deve estar localizado no mesmo diretório dos arquivos MPEG. No exemplo acima eu usei a opção “file” para indicar o nome dos arquivos e a opção “chapters” para indicar uma lista de capitulos, essa lista deve ser separada por vírgulas e deve estar no formato H:MM:ss.frac, isso indica que no exemplo acima o primeiro capítulo deve ser criado aos 20 segundos do começo do filme.

Depois de criar o arquivo de configuração basta entrar no mesmo diretório dos filmes e executar o comando “dvdauthor -c dvd.xml”. O dvdauthor criará um diretório chamado “dvd” com os subdiretórios AUDIO_TS e VIDEO_TS, nesses diretórios você tem os arquivos necessários para gerar um DVD.

Para gravar um DVD você pode usar o comando “growisofs -dvd-compat -Z /dev/dvd -dvd-video dvd”. Se você preferir usar o K3b para queimar o DVD, você deve usar a opção “Novo Projeto de DVD de Vídeo” na aba “Ínicio Rápido” e você só precisará copiar os arquivos de dentro do diretório VIDEO_TS para o diretório VIDEO_TS no seu projeto de DVD de vídeo.

Pronto agora você pode usar o Linux para editar os seus DVD’s.

Obs: Para instalar o dvdauthor no Slackware 12.1 você pode usar o Slackbuild que pode ser encontrado nessa URL http://slackbuilds.org/repository/12.1/multimedia/dvdauthor/

Até mais!